Um outro lado... a minha força... a minha coragem... a minha alegria... A minha Princesa! O amor da minha vida!

.A música que a Princesa anda a cantar :)

.Visitas à Princesa

visitas


.A música que a Princesa dança...

.O que faz a Princesa soltar gargalhadas...

.Escritos antigos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

Quarta-feira, 11 de Janeiro de 2006

Não consigo fazer magia...

(Depois de lhe ter feito uma modesta varinha com um tubo de cartão forrado a papel autocolante cor de laranja e de ter imprimido uma estrela que ela pintou... "charã!" lá estava a minha Princesa Bruxinha Boa e Mágica pronta para fazer magia... - efeitos de ver a DoReMi no Canal Panda...)

- Mãe, vou fazer magia já. Pode ser?
- Claro que sim.
- Mãe, vou fazer magia para que os meus bonecos falem todos...
- Ok. Força.
(Entrada triunfal na sala com a varinha, onde tinha bonecos e ditas as palavras mágicas "pirita pirilálá quero magia já quero que os meus filhotes falem comigo já" vem a correr ter comigo desapontada)
- Mãe, não funciona!
- Não?
- Não consegui fazer magia...
- Hummm! Se calhar, falta só vestires o teu pijama da estrela para ficares com mais magia... Pode ser?
- Está bem... Mas eu queria fazer magia como a DoRéMi.
...
Depois do pijama da estrela, chegou o sono mágico...

Agora, uns dias depois, quer que lhe faça uma rodinha com os botões coloridos, que a DoRéMi usa para ficar vestida com o fato mágico... Ainda bem que está doente e que estamos em casa... Sempre dá para inventar qualquer coisa... Isto de querer fazer magia!!!! Dá cabo de uma mãe! :)

vivido por MoonLight às 09:43

link do post | O que deixas à Princesa? | favorito
|

4 comentários:
De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 11:45
Claro k consegues fazer magia...
Ao dares isso tudo à tua filha estás a fazer magia... estás a dar-lhe todo o teu carinho e isso para ela é magia...Diabinho
(http://diabinho.blogs.sapo.pt)
(mailto:shadow5@clix.pt)


De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 11:45
Claro k consegues fazer magia...
Ao dares isso tudo à tua filha estás a fazer magia... estás a dar-lhe todo o teu carinho e isso para ela é magia...Diabinho
(http://diabinho.blogs.sapo.pt)
(mailto:shadow5@clix.pt)


De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 09:53
Quando a minha filhinha era ainda bem pequenina eu ensinei-lhe uma magia que nunca falhava: Eu não era capaz de ficar sério quando ela dizia as palavras mágicas. Na verdade, nem eu nem ninguém.Pagan
(http://paganheart.blogs.sapo.pt)
(mailto:henriquemoreira1@hotmail.com)


De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 09:47
Anjo da Paz

Anjo da Paz,
Mensageira da Cultura,
Oh! Minhas companheiras
Do grupo de pífanos e tambores
Soprando suas ardentes aspirações,
Vocês são flores vicejando perenes
Nesta era turbulenta.
Encantadora beleza,
Dispostas em simetrias e impetuosas
Na horizontal, na vertical
Rodopiando ao comando de um bastão
Postura exuberante na mente e no corpo
Gerando uma fluida dança celestial.
Há! Na era de confusão e inanidade,
Um cálido ressoar envolve nobres vidas,
Através do vento glacial,
Ostentam resplandescentes
A jovial sabedoria e a exultante arte da música.
Filhas ignotas da família do homem
Que derretendo gélida ideologia
Sobrepassam fronteiras entre nações,
Vocês são diplomatas sem insígnia
São genuínas, verdadeiros anjos da paz.
Desconhecedoras dos recursos da política
E das estratégias diplomáticas
Que oscilam na dimensão da vida do povo,
Ampliando as linhas da amizade
Propagam vocês a filosofia da paz
Silenciosamente e profundamente.
Nem baionetas, sequer armas de fogo
Com um mero pífano e tambor
Vocês tocam o ritmo básico deste Universo místico.
Eles sentiram a ressonância,
E no fundo de seus corações
Surgirá uma razão para a Paz.
Uma agradável melodia
Dó, ré, mi
Poética, pura
O luar de um castelo em ruínas
E a sinfonia do êxtase
Advento de um oásis musical
Banhando o deserto do espírito
Longe no céu, eleva-se o horizonte.
Vocês veêm a imagem de um castelo
Para a solidariedade do mundo.
Nunca na vida ei de esquecer,
O reluzir das lágrimas nos olhos dos anjos.
Quero aplaudir ao som de pérolas resplandescentes
Perpassando as chamas da guerra
Saltando por sobre o estrondo da civilização
Proclamando a nova verdade a humanidade
Aqui e ali iluminam-se a luz da vida.
Luzes justapõem-se
Vocês serão um raio incandescente
Para amenizar a construção desta época
Farta da obscuridade e da infâmia
E então brevemente
Iluminar todos os dias futuros.


apaixonada
(http://deusadoprazer.blogs.sapo.pt)
(mailto:apaixonada_1@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Escritos de agora

. *Mâe?! Podemos pintar um ...

. *Hoje pode ser Domingo pa...

. Chinelos! :)

. Muito nível!

. sou gu... sou gu... ai ga...

. Dona Lua :)

. Seis anos...

. E se chover mãe????

. Praia...

. Não adianta fugir...

.links